INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial
|
Governo de Portugal - Justiça
  • INPI
  • Propriedade Industrial
 
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • Contactos
Símbolo de Acessibilidade à Web. [D] Twitter Facebook
 

Valorização da PI

Guia do utilizador

 

  1. Tem necessidade de divulgar qualquer tipo de informação de natureza reservada (não conhecida ou facilmente acessível) a uma pessoa (singular ou colectiva)? M1

  2. Tem necessidade de divulgar e simultaneamente receber informação de natureza reservada (não conhecida ou facilmente acessível) de uma pessoa (singular ou colectiva)? M2
     
  3. Considerando um pedido ou registo de patente de invenção, pretende o seu titular conceder a apenas uma entidade os respectivos direitos de gozo ou uso e exploração? M3
     
  4. Considerando um pedido ou registo de patente de invenção, pretende o seu titular conceder a várias entidades os respectivos direitos de gozo ou uso e exploração? M4
     
  5. Considerando a necessidade de formalização de uma determinada parceria visando a realização de actividades de I&D:

5.1 – Tal parceria envolve apenas parceiros de natureza pública ou equiparada? M7

5.2 – Essa parceria conta com a participação de entes de natureza privada (empresas)? M5

5.3 – A parceria resultou de um pedido ou encomenda expressa de uma empresa ao parceiro de I&D? Este projecto foi integralmente financiado pela empresa? As especificações do trabalho de investigação foram criadas pela empresa? A empresa fixou ao parceiro de I&D um calendário e objectivos precisos quanto ao trabalho a realizar por esta? M6

5.4 – Qual/Quais das partes contribuiu/contribuíram com meios e recursos financeiros para o projecto de I&D? M5

 

 
Aluno/
Bolseiro
Consultor Externo/ Freelancer
Empresa
Instituição de ID
Universidade
Aluno/
Bolseiro
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M1/M2
Consultor Externo/ Freelancer
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M1/M2
Empresa
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M3
M4
M1/M2
M5
M6
M1/M2
M5
M6
Instituição de ID
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M3
M4
M5
M6
M1/M2
M7
M1/M2
M3
M4
M7
Universidade
M1/M2
M1/M2
M1/M2
M3
M4
M5
M6
M1/M2
M7
M1/M2
M7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O presente esquema procura realizar uma correspondência entre os vários modelos apresentados e o momento mais apropriado ao uso dos mesmos, tendo em conta o normal desenrolar de uma linha de investigação, desde a fase de investigação fundamental, passando pela sua aplicação a um dado problema técnico e culminando na sua corporização num produto ou processo precedendo a sua chegada ao mercado.
Desta forma, preconiza-se a possível aplicação dos Modelos de Acordos de Confidencialidade M1 e M2 em qualquer fase de desenvolvimento da investigação, sempre que haja necessidade de divulgar/partilhar informação de natureza reservada procurando-se assim mostrar que estes acordos acompanham todo o processo de valorização do conhecimento.
O emprego dos modelos de acordo de licença de patente M3 e M4 pressupõem a existência de um dado pedido de registo ou de um direito já concedido, sendo por natureza acordos que surgem na fase de investigação aplicada.
O Acordo de Regulação de Titularidade de Resultados de I&D M5 tem por campo primordial de aplicação as actividades de investigação aplicada, devendo ser celebrado antes do início dessas actividades mediante negociação entre as partes envolvidas.
O Contrato de Desenvolvimento Tecnológico M6 aplica-se tradicionalmente no contexto de trabalhos de ID, expressamente encomendados por uma empresa. Logo, o momento da sua celebração coincide, regra geral, com a fase de investigação aplicada.
O Acordo de Partilha de Resultados de Investigação M7 visa regular as relações entre instituições de I&D quando essa colaboração se posiciona no âmbito da investigação aplicada. Em coerência com o que vem exposto a propósito do Modelo M5 este acordo deve igualmente ser celebrado antes do início daqueles trabalhos.

 
  • Serviços Online
  • Pesquisas
  • Boletim da PI
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • B2B
Academia de PI INPI Internacional Biblioteca Digital Observatório da PI Anti-Contrafacção Valorização da PI