INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial
|
Governo de Portugal - Justiça
  • INPI
  • Propriedade Industrial
 
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • Contactos
Símbolo de Acessibilidade à Web. [D] Twitter Facebook
 

INPI Internacional

enterprise europe network

Acrónimo do Projecto: enterprise europe network
Financiado por: Programa Quadro de Competitividade e Inovação (CIP)
Número do Contrato:
Custo Total: 5.098.294€
Financiamento Total da CE: 3.048.482€
INPI - Custo Total: 184.905€
INPI - Financiamento Total da CE: 110.943€
Duração: 3 anos
Data de Início: 01/2008
Data de Conclusão: 12/2010

O projecto enterprise europe network visa a implementação integrada de uma rede regional única de serviços de apoio às empresas e de inovação em Portugal. Pretende ser de fácil acesso e compreensão, disponibilizando informação relevante para a competitividade das PME, nomeadamente ao nível da União Europeia;

OBJECTIVOS
Os principais objectivos deste projecto são:

  • Aumentar as sinergias existentes entre os parceiros da rede, através da disponibilização de serviços integrados;
  • Manter e, continuamente, melhorar o acesso, proximidade, qualidade e profissionalismo dos serviços integrados prestados pela rede;
  • Aumentar o conhecimento – em particular entre as PME – das políticas Comunitárias e dos serviços prestados pela rede, incluindo a sensibilização para a importância dos impactos ambientais e eco-eficiência das PME, para a política de Coesão e Fundos Estruturais;
  • Disponibilizar um serviço altamente qualificado para o apoio à inovação e à transferência de tecnologia;
  • Consultar as empresas, de forma a conhecer a sua opinião sobre as opções das políticas comunitárias;
  • Assegurar que a rede oferece complementaridade com outros prestadores de serviços;
  • Ajudar as empresas Portuguesas a fazer face aos desafios da competitividade global, facilitando o acesso a níveis elevados de informação e conhecimento;
  • Contribuir para o aumento das qualificações de gestão, promovendo assim o crescimento económico e o empreendedorismo, bem como o aumento do emprego qualificado;
  • Reduzir, de forma significativa, os procedimentos administrativos burocráticos, através da organização interna do Consórcio e do aproveitamento do Sistema de Gestão do Conhecimento.

ORGANIZAÇÃO DO PROJECTO:

Módulo A

  • Acção 1.1 – Disseminação da Informação relativa ao funcionamento e oportunidades do mercado interno de bens e serviços;
  • Acção 1.2 – Promoção pró-activa de políticas, iniciativas e programas comunitários relevantes para as PME e fornecimento de informação às PME sobre procedimentos de candidatura;
  • Acção 1.3 – Operacionalização dos instrumentos de medida do impacto da legislação comunitária nas PME;
  • Acção 1.4 – Contribuição para os estudos de avaliação de impacto desenvolvidos pela Comissão Europeia;
  • Acção 1.5 – Operacionalização de outros meios para promover a participação das PME no processo de elaboração das políticas europeias;
  • Acção 1.6 – Apoiar as PME no desenvolvimento de actividades transfronteiriças e de internacionalização;
  • Acção 1.7 – Apoiar as PME na procura de parceiros, públicos ou privados, para os seus negócios;

Módulo B

  • Acção 2.1 – Disseminação, informação e sensibilização relativamente à inovação – políticas relacionadas, legislação e programas de apoio;
  • Acção 2.2 – Disseminação e exploração dos resultados de investigação;
  • Acção 2.3 – Fornecer serviços de suporte à transferência de tecnologia e conhecimento e para a criação de parcerias entre os vários tipos de inovação;
  • Acção 2.4 – Fomentar a capacidade das empresas para inovar e, em particular, as PME;
  • Acção 2.5 – Facilitar a ligação a outros serviços de inovação incluindo os relativos à Propriedade Industrial;

Módulo C

  • Acção 3.1 – Fomentar a disseminação do Programa Quadro da Comunidade para a Investigação e Desenvolvimento Tecnológico junto das PME;
  • Acção 3.2 – Apoiar as PME na Investigação e Desenvolvimento Tecnológico;
  • Acção 3.3 – Apoiar as PME na elaboração de candidaturas de projecto ao 7º Programa Quadro da Investigação e Desenvolvimento Tecnológico.

Módulo D – Requisitos Comuns

  • 1 – Coordenação e cooperação entre parceiros;
  • 2 – Actividades de Disseminação, melhores práticas e resultados;
  • 3 – Primeiro contacto;
  • 4 – Gestão, relatórios e indicadores de desempenho;
  • 5 – Desenvolvimento de um Sistema de Gestão do Conhecimento;
  • 6 – Melhoria continua da rede;
  • 7 – Sub-rede de pontos de contacto na Ásia e na Africa;
  • 8 – Aproximação ao mercado.

CONTRIBUIÇÃO DO INPI:

  • Os principais contributos do INPI para este projecto são:
  • Ligação aos serviços de Propriedade Industrial;
  • Cooperação com os parceiros;
  • Actividades de disseminação, melhores práticas e resultados;
  • Assegurar serviços de qualidade harmonizados e implementação do conceito no wrong door;
  • Melhoria da rede;
  • Participação no lançamento da sub-rede de pontos de contacto na Ásia (Macau e Timor) e Africa (Países de língua portuguesa);
  • Colaboração na organização de eventos transregionais e transnacionais.

MEMBROS DO CONSÓRCIO:

CONTACTOS:

Coordenador do Projecto: IAPMEI

  • Pessoa de Contacto:
  • Organização:
    • IAPMEI – Instituto de Apoio às PME e à Inovação
    • Morada:
      Rua Rodrigo da Fonseca nº 73
      1269-158 Lisboa
      Portugal
    • lURL: http://www.iapmei.pt/

Contactos em Portugal: Instituto Nacional da Propriedade Industrial

  • Pessoa de Contacto:
  • Organização:
    • Instituto Nacional da Propriedade Industrial
    • Morada:
      Campo das Cebolas
      1149-035 Lisboa
      Portugal
    • URL: www.inpi.pt

 

 
  • Serviços Online
  • Pesquisas
  • Boletim da PI
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • B2B
Academia de PI INPI Internacional Biblioteca Digital Observatório da PI Anti-Contrafacção Valorização da PI